Tag Archives: rain florest

Quem melhor que os nossos hóspedes para falar da sua experiência aqui no lodge e destacar as informações mais importantes para quem vem de fora do país.

Olha só o depoimento apaixonadamente detalhado que recebemos:

amgarg

Menlo Park, Califórnia

We are both widely traveled and I had visited the Amazon before — Tariri beat all our expectations. It’s been built clearly with a lot of love (and all by hand as we discovered) by a wonderful family.

Some highlights:

Location: Just two hours from the Manaus airport, amidst pristine wilderness, on the margins on the Rio Negro. Who knew you could get from an urban jungle to a real jungle so quickly and seamlessly.

Comfort: Have you ever imagined a tropical rainforest *without* mosquitoes? Well, turns out the river water is too acidic for them so we didn’t even need bug spray. And fear not, the river is just fine for other animals, including pink dolphins and flipper-less humans (this one cooled himself multiple times in it =).

– Food: YUM YUM YUM. More pirarucu please! And who knew manioc can be transformed into the magical food of the gods??? Tariri cooks everything fresh for every meal, from local ingredients. The lodge has 10 cabanas so at any given time it will likely have at most 20 guests, which means every meal feels like family.

Price: I can’t believe the amazing deal they offer, it came to less than USD 100 per person per night including food, transport and activities (canoeing, fishing piranhas, hiking etc).

– Animals: Have you ever been groomed by a monkey? Within five minutes of arrival I was — and I am pretty sure the monkey would have just lived on my shoulder if I had let it. It was absolutely incredible to be able to feed a baby toucan, have macaws perch on my arm, and cuddle with a baby sloth. The animals that live freely around the lodge have learned that humans can also be loving and they likewise treated us as such.

Thank you Tariri — for taking such good care of us, for baking a cake for her birthday, for making this a trip of a lifetime. Which is why this TripAdvisor devotee is taking the time to write about you as his first review.

A gente fica como depois de ler isso tudo? <3


Em outras épocas, os nossos primeiros hóspedes sentiam falta de uma água quentinha para tomar banho, de carregar a bateria de alguns equipamentos, etc.

Hoje já temos eletricidade e o banho quente é algo garantido. Carregar os equipamentos, também. Mas internet, não temos, nem colocaremos. Quer uma verdadeira experiência na selva amazônica? Tem que vir preparada(o) para se jogar de corpo e alma nessa real aventura.

Esta família viveu nossa época sem eletricidade e não se arrependeu em nenhum momento:

“Escolhemos o Tariri pelos comentários no tripadvisor, uma vez que se trata de um hotel pequeno (10 cabanas), sem esquema de marketing. Viajei com a familia (marido e dois filhos, 11 e 12 anos). As crianças adoraram, principalmente os banhos de rio na volta de cada passeio. A água dos rios naquela região são mornas e sem mosquito. As piranhas não atrapalham o banho de rio. Os quartos são rústicos, de madeira, mas muito bem projetados. As cabanas guardam um espaço entre si, o que garante uma privacidade. Não têm ar condicionado, somente um ventilador, mas nesta época (fevereiro) não sentimos calor de noite (dormimos de janela aberta, pois tem mosquiteiro, que serve mais para algum inseto intruso – de qq maneira, não tem mosquito nessa região). Estava com medo da chuva, mas elas foram passageiras e não atrapalharam. O banho é frio, mas suportável. Meus filhos nem reclamaram. A comida é caseira: no almoço tem sempre peixe e no jantar carne. Um feijãozinho seria bem vindo para as crianças. Fabricia, dona do lodge, cuida da cozinha e é muito atenciosa. Os passeios são interessantes, seguem um padrão da região. São guiados pelo dono do hotel, Germano, que conhece muito bem a selva. Bichos, somente preguiças e alguns macacos foram vistos nas árvores durante os passeios. A região encontra-se relativamente próxima de Manaus e tem uma paisagem muito bonita. Por isso, trata-se de uma região turística, e o turismo tende a crescer (tanto hoteis, pousadas como casas de veraneio). Em suma, todos gostaram e as crianças querem voltar. Pena que moramos longe, no Rio.”